sábado, novembro 2

Último Brinde

Bebo ao lar em pedaços
À minha vida feroz,
À solidão dos abraços
E a ti, num brinde, ergo a voz...

Ao lábio que me traiu,
Aos mortos que nada vêem,
Ao mundo, estúpido e vil,
A Deus, por não salvar ninguém.

Anna Akhmátova

Quer rejuvenescer 10 anos?
Corte o cabelo bem curtinho...

Não sei de quem é, não sei como entitula-se, não sei se o decor está fiel à composição, mas enquanto não tenho tempo de escrever qualquer coisa, divirtam-se com coisas que já me divertiram...

De manhã cedo, essa senhora se conforma
Bota a mesa, tira o pó,
lava a roupa, seca os olhos
Ah, como essa santa não se esquece
De pedir pelas mulheres,
Pelos filhos, pelo pão
Depois sorri meio sem graça e abraça
Aquele homem, aquele mundo
que a faz assim feliz

De tardezinha, essa menina se namora
Se enfeita, se decora,
sabe tudo, não faz mal
Ah, como essa coisa é tão bonita
Ser cantora, ser artista,
isso tudo é muito bom
E chora tanto de prazer e de agonia
De algum dia, qualquer dia,
entender de ser feliz
De madrugada essa mulher
faz tanto estrago
Tira a roupa, faz a cama,
vira a mesa, seca o bar
Ah, como essa louca se esquece
Quantos homens enlouquece
nessa boca, nesse chão

Depois parece que acha graça e agradece
Ao destino, aquilo tudo
que a faz tão infeliz
Essa menina, essa mulher, essa senhora
Em que esbarro toda hora
No espelho casual
É feita de sombra e tanta luz
De tanta lama e tanta cruz
Que acha tudo normal

FELINA

O desenho da sua boca
Cria água em minha boca
Me deixa toda assanhada
Como uma gata vira-lata
Vagabunda e tão tarada
Doida pra encontrar seu gato
E desse felino lamber
Do focinho até o rabo

Um recado do Drumond para Ju, Angela, Fal, Flávia e , nessa semana de nuvens negras:

Consolo na Praia
Vamos, não chores...
A infância está perdida,
A mocidade está perdida,
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou,
O segundo amor passou,
O terceiro amor passou,
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo,
Não tentastes qualquer viagem,
Não possuis casa, navio, terra,
Mas tens um cão.

sexta-feira, novembro 1


Roubei também


Príncipe encantado que nada!
Bom mesmo é o lobo-mau, que te ouve melhor, te vê melhor e ainda... te come!

quinta-feira, outubro 31


Consegui, consegui, consegui!!!!!!!!!!!!!!
Giu você é um gênio!!!!!!!

quarta-feira, outubro 30

Ontem levei a Bia pra fazer xixi e ela soltou um pum e eu também:
- Tim-tim, mamãe!

Canção de Ninar
Um anjo do céu que trouxe pra mim
É a mais bonita
A jóia perfeita
Que é pra eu cuidar
Que é pra eu amar
Gota cristalina
Tem toda inocência
Bem, oh meu bem não chore não vou cantar pra você
Um anjo do céu que me escolheu
Serei o seu porto
Guardião da pureza
Que é pra eu cuidar
Que é pra eu amar
Gota criistalina
Tem toda inocência
Bem, oh meu bem, não chore não vou cantar pra você

O pai da Bia que canta para ela, não é uma graça?

- Mamãe...
- Oi
- Eu te ama
- É eu te amo Bia
- Não mamãe, eu

Por favor respondam isso aqui

A Mirna, estagiária que trabalha comigo, sabendo que sou completamente dominada pelos poderes satânicos do Brad Pitt, veio correndo me contar que ele lançou uma coleção de jóias com seu nome:
- Agora você pode comprar uma jóia assinada pelo Brad Pitt!
- Eu não quero uma jóia assinada pelo Brad Pitt, minha filha, eu quero uma jóia dada pelo Brad Pitt

No novo progama da Xuxa, o mea-culpa é o "xou"

terça-feira, outubro 29

Entre e fique à vontade

Mora comigo em minha casa um rapaz que eu amo.
Aquilo que ele diz porque não sabe
Vai me dizendo com o seu corpo que dança pra mim
Ele me adora
E eu vejo em seus olhos um menino que aperta o gatilho do coração sem saber o nome do que pratica
Ele me adora
E eu me gratifico só com os olhos que eu vejo
Corto, todas as cebolas da casa
Arrasto os móveis, incenso...
Ele tem medo de dizer que me ama
E aperta minha mão
E me chama de amiga...

Ela tem simplesmente 614 sorrisos diferentes
que me levam da gargalhada ao choro compulsivo
E são só os sorrisos
Ela sabe todas as cores e conta até 19
Tem um repertório musical maior que o meu
e dança lindamente a minha música preferida
Prefere abacate à Danone
E quando começa Friends ela diz:
Vem mamãe, começou...
Eu amo essa menina...

MÃE
Renovadora e reveladora do mundo
A humanidade se renova em teu ventre.
Cria teus filhos,
não os entregue à creche.
Creche é fria, impessoal.
Nunca será um lar
para teu filho.
Ele, pequenino, precisa de ti.
Não o desligues da tua força maternal.

Que pretendes, mulher?
Independência, igualdade de condições...
Empregos fora do lar?
És superior àqueles
que procuras imitar.
Tens o dom divino
de ser mãe
Em ti está presente a humanidade.

Mulher, não te deixes castrar,
Serás um animal somente de prazer
e às vezes nem mais isso.
Frígida, bloqueada, teu orgulho te faz calar.
Tumultuada, fingindo ser o que não és.
Roendo o teu osso negro da amargura
Cora Coralina

segunda-feira, outubro 28

OLIGARCAS
Nasci sob o governo Médici e cresci na ditadura, tinha 3 anos quando Vladimir Herzog foi assassinado, Vi a Sete-Quedas desaparecer de repente e achei lindo, era criança e aquilo parecia mágica. Lembro do Presidente Figueiredo entregando um país falido aos civis, pra gente pagar a conta da dívida externa. Vi o movimento das diretas já, adorava aquela música do Milton, vi o Tancredo internado e lembro da vigília em frente ao hospital, dias e dias, lembro de ter pensado como ele era querido e como eu não sabia o porquê e vi um "micróbio" matando a esperança e o povo chorando. E de novo veio o homem da ditadura, Sarney e seu bigodão e comecei a me dar conta, inflação, 80% ao mês, corrupção, fracasso do Plano Cruzado, lembro que se falava muito em gatilho e arrocho salarial, correção monetária, e isso era a vitória da democracia, ouvia dizer. Aí veio o Collor, fazendo cooper, jovem, bonito, excelente oratória, macho do saco-roxo, a salvação. Eu vi o Collor tascando a mão na grana do Brasil e o País todo "de quatro" olhando para a Casa da Dinda, para ver o que mais viria pela frente, lembro da primeira dama chorando porque o marido tirou a aliança. Lembro da Zélia dançando bolero com Cabral, lembro de ter visto piscina azul no meio da caatinga, PC Farias e seu bilhão e da guerra dos irmãos Collor, o câncer, os caras-pintadas, o impeachment. E por mero acaso, por um capricho de Itamar eu vi FHC chegando ao poder, a traição dos seus aliados, a inveja repulsiva da Academia, ACMs, Barbalhos e Sarneys prontos para tomar o Congresso de assalto, para impedirem qualquer mudança e voltarem aos bons tempos de zona geral. Eu vi, todos viram e dizem que esquecemos. Ontem eu vi o Lula ser presidente e contribuí para os 61,3% de votos, será que esquecemos?
PT Saudações!

domingo, outubro 27

Das coisas extraordinárias que um ser humano pode fazer, a que mais me impressiona é o contorsionismo, como é que alguém consegue sentar em cima da própria cabeça?

Crônica


Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo
Angústia é um nó muito apertado no meio do sossego
Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair do seu pensamento
Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que deveria querer outra coisa
Certeza é quando a idéia canda de procurar e pára
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido
Pressentimento é quando passa em você um trailler de um filme que pode ser que nem exista
Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora
Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja
Interesse é um ponto e exclamação ou de interrogação no final do sentimento
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado
Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma
Amizade é quando você não não faz questão de você e se empresta para os outros
Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele
Paixão é quando apesar da palavra "perigo" o desejo chega e entra
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcardo. Não...Amor é um exagero...também não...um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?
Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tem explicação, esse negócio de amor, não sei explicar
Adriana Falcão

Há algum tempo leio blogs, encontrei muita porcaria por aí, muita gente mal-educada, preconceituosa, mas tem uma galera que é do bem mesmo, que não tá aqui nesse mundo a passeio, que faz a diferença como as meninas do mothern, e todo o mundo que frequenta o guestbook, Patty, Angela e Paulo Andre que são engraçadíssimos, a Fal com sua rara inteligência e sensibilidade, a Giu a primeira e única blogueira que conheci pessoalmente, um encanto de pessoa, a belíssima, a Mi companheira de cachorrada e guerrilha e que vai ser mamãe a Dani super zen, Flávia, Rê, Cibele, todas que fazem os meus dias mais leves. Vocês estarão sempre guardadas no meu relicário.