sexta-feira, novembro 22

Canção para Bia

O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem para me conceder
São tuas até morrer

E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem sabe
A força que tem
É teu e de mais ninguém

Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história

Aqui no outro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul

Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguém
Um amor puro
Djavan

quarta-feira, novembro 20

Um desavisado me mandou a seguinte correspondência ontem:

Prezada Lucila
Nossos registros acusam até a presente data, o não pagamento da fatura do seu cartão de crédito.
Caso já tenha regularizado a situação, queira desconsiderar esse aviso.
Cordialmente
Cartão Unibanco


Prezados Senhores
Informamos que, na presente data, o nome desta instituição acaba de ser incluído no nosso sorteio mensal
Realizamos todos os meses, precisamente no quinto dia útil de cada mês, dois sorteios, um com nomes de instituições já cadastradas e outro com o nome de instituições recém-cadastradas.
Os contemplados receberão a quitação do débito com multa e juros dentro do prazo de 24 horas após o sorteio
Gostaríamos de salientar que, caso a instituição de V.Sras continue a enviar-nos cartinhas ameaçadoras de inclusão de nosso nome no Serviço de Proteção ao Crédito ou SERASA, serão automáticamente excluídos dos sorteios mensais
Caso tenhamos regularizado a situação, queira desconsiderar esse aviso
Certos de vossa compreensão
Cordialmente
Lucila

Você deve estar se perguntando: Porque o plural se sou pessoa física?
Sou eu e minha cara-de-pau


Esse gênio louco sou eu



Faça você também Que
gênio-louco é você?
Uma criação de O Mundo Insano da Abyssinia


Vida longa ao Sundown para Cabelos
Entendi hoje o que nenhuma Ana Maria Braga, nenhuma Claudete Troiano, nenhum Duda Molinos, nenhuma Kátia Fonseca conseguiu me explicar: O porquê dos meus cabelos, enquanto compridos, viverem (mas, pareciam mortos) queimados, opacos, secos, arrebentados, apesar dos inúmeros banhos de cremes, toucas térmicas, quinzenalmente, shampoos caríssimos, máscaras capilar... Essa semana minha nuca desnuda está parecendo um pimentão e meu couro cabeludo está com uma leve ardência...maldito buraco na camada de ozônio!

terça-feira, novembro 19


Salve, lindo pendão da esperança,
Salve, símbolo augusto da paz,
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza que da pátria nos traz

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul

Recebe o afeto que se encerra...


A bandeira eu roubei delas


Não resisti e roubei

Você quer me irritar?
Quer me irritar é estar de folga e a gerente do banco me ligar dizendo que minha conta está estourada (como se eu não soubesse). Querida, cobra os juros e não me encha o saco
Quer me irritar é estar de folga e o telefone tocar a cada dez minutos e do outro lado é nego querendo te vender um jornal que você já assina, um plano de saúde que você já tem, pedido de donativos que você já dá
Quer me irritar é acordar atrasada, chegar atrasada e o babaca do meu colega de trabalho ainda diz: Chegou cedo pra hora do almoço hein!
Quer me irritar é a máquina de vender passe de metrô não aceitar minha única nota de R$ 5,00 e a fila do caixa quilométrica e você atrasada
Quer me irritar é a bobina do caixa do supermercado acabar bem na minha vez
Quer me irritar é o computador travar bem na hora que eu vou mandar aquele email comprido e urgente
Quer me irritar é a Bia não querer comer
Quer me irritar é a Bia ficar doente bem no dia jogo do Brasil, na copa do mundo, e no dia seguinte o babaca do meu colega de trabalho me perguntar, ironicamente, se ela melhorou
Quer me irritar é no seu único dia de folga você passar o dia inteiro com dor de cabeça
Quer me irritar é ir tomar banho, no maior frio, e perceber que esqueci a toalha
Quer me irritar é chegar em casa, no maior calor, morrendo de sede, abrir a geladeira e só tem a jarra d´agua vazia
Quer me irritar é gente que oferece doce pra Bia, na hora do almoço ou do jantar e depois me olha perguntando se pode
Quer me irritar é ter que me preocupar com vírgulas, acentos, concordâncias, ortografia...
Quer me irritar é jogador de futebol que bate escanteio bem curtinho pro companheiro, nunca vou entender o porquê
Quer me irritar é ir ao banheiro e perceber que o papel higiênico acabou, que estranha lei é essa que diz que o próximo é que tem que fazer a reposição? O mesmo se aplica ao arroz, açucar, sal e água da geladeira
Quer me irritar é embalagem fazia no armário
Quer me irritar é gente mau-humorada em qualquer horário
Quer me irritar é a gata fazer xixi embaixo da cama da Bia
Quer me irritar é fila de restaurante por quilo
Quer me irritar é gente me cobrando sobre o governo Lula (dá pra acreditar?!!)
Quer me irritar é gente ler isso aqui e achar que estou na TPM
Quer me irritar é quando dou um esporro falarem que estou na TPM
Quer me irritar é homem grosseirão, que coça o saco e arrota em qualquer lugar
Quer me irritar é pagar uma fortuna num convênio médico e conseguir uma simples consulta pra daqui 20 dias (na melhor das hipóteses) e no dia da consulta você tomar um chá de cadeira de mais de uma hora
E não tem nada mais irritante do que a Lei de Murphy

segunda-feira, novembro 18

"O que não me mata
Me faz querer morrer"

Não sei quem os apresentou, mas, desde então, nunca mais se separaram
Foi a sensação de uma época, o casamento perfeito
Sempre juntos, em todas as ocasiões, em todos os lugares
Nunca mais foram vistos sós.
As pessoas já sabem, sempre os dois pra qualquer coisa,
jantares, almoços e até mesmo em um simples café da manhã, sempre os dois
Eu, particularmente acho que perderam a identidade,
Antes de se conhecerem um era mais povão, mais simples e o outro mais sofisticado, meio metido
Enquanto um ia a qualquer lugar o outro só aparecia em ocasiões especiais
Agora estão em toda parte da feira-livre e botecos do centro da cidade, à restaurantes requintados da zona sul
e, pasmem, até em restaurante de comida japonesa!
Adoro os dois, mas enjoei
Não aguento mais FRANGO COM CATUPIRI